John Green e seus adolescentes

Eu li “A Culpa é das Estrelas” há alguns meses, mas demorei pra ver o filme. Parte de mim tinha um pouco de receio de ver personagens que eu gostei serem de alguma forma mudados (trauma de quem ama certos livros e os viu não serem bem retratados na telona).

Mas, aí a NET me ajudou e disponibilizou o filme e num domingo à tarde eu vi Hazel Grace e Augustus Waters saírem da minha imaginação e, mais uma vez, me emocionarem.

fishingboatproceeds.tumblr.com/

fishingboatproceeds.tumblr.com/

Sabe, eu ando meio obcecada pelos livros do John Green. Quando eu queria ler “A Culpa…” o marido me deu de presente um box com todos os livros do Sr. Green e aí eu tenho preenchido minhas noites com seus romances. Até agora já foram 3 e estou terminando o quarto.

E comecei a pensar no porquê de esses livros me atraírem tanto. Eu tenho uma relação com a literatura que é de puro prazer. Sim, eu curto ler livros densos e clássicos (apesar de ter parado no meio de Crime e Castigo e Mrs. Dalloway. #vergonhadefine), mas nada me deixa mais feliz do que encontrar personagens legais, bem escritos e histórias que me fazem imaginar cenários e lugares que não fazem parte do meu mundo (muito amor por Senhor dos Anéis, Harry Potter, As Crônicas de Nárnia e tantos outros).

Aí chega o John Green com seus adolescentes (e ele só escreve sobre adolescentes!). Eu li  no tumblr dele, inclusive, alguém perguntando por quê ele não escreve sobre adultos e ele respondeu que adultos são chatos. E eu concordo taaaanto com ele! E neste artigo da The New Yorker ele é aproximado de J.D. Salinger (autor de “O apanhador no campo de centeio”, que é outro livro que amo!) no que diz respeito aos adolescentes: “…adultos subestimam a profundidade emocional dos adolescentes” (tradução minha). E, talvez por isso seus livros sejam tão envolventes: os jovens que ele retrata são sempre inteligentes e perspicazes, mas sem perder a inocência e intensidade tão característica dessa idade.

Eu até me lembrei de quando Dawson’s Creek foi lançado e era um seriado criticado por alguns devido aos diálogos entre os personagens; alguns críticos achavam que adolescentes de verdade não eram tão inteligentes ou eloquentes. Que grande burrice, não?

E, como vocês já sabem que eu sou nostálgica por natureza, ler os romances do John Green me transporta pra uma época tão legal e tão cheia de descobertas que eu fico mega contente quando chego em casa e pego meu livrinho e sou transportada pr’aquele mundo criado pelo John.

Pra quem ainda não leu nada dele ou parou no filme  “A culpa é das estrelas” eu recomendo os outros livros. Até o momento, nenhum deles me decepcionou.

 

Anúncios

2 pensamentos sobre “John Green e seus adolescentes

  1. Amiga, vou seguir os seus conselhos e mergulhar no mundo de John Green. Não o conhecia, ou melhor, ainda não conheço, mas tive a oportunidade de sentir um pouquinho das emoções de suas histórias quando assisti e me emocionei com a “A culpa é das estrelas”. Obrigada pela dica! Um beijo querida! Saudades sempre. Élida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s